domingo, abril 02, 2006

Portugal. Dicionário Geográfico de 1758 já está on-line

Para a quem possa interessar, saibam que já é possível aceder via Internet ao "Dicionário Geográfico" de 1758. Esta obra é composta por 44 volumes, tendo a sua digitalização sido requerida a pedido da Academia de Ciências de Lisboa.
Esta obra encontra-se guardada nos arquivos nacionais da Torre do Tombo e que contém os relatos de párocos acerca da destruição causada pelo terramoto de 1755.
Trata-se de uma primeira iniciativa que tem como objectivo dar a conhecer o património existente nos arquivos nacionais. De acordo com responsáveis pelo arquivo, mais importante que conservar os documentos é promover a sua difusão.
A obra agora digitalizada é de particular interesse para investigadores das áreas do ordenamento do território e cartografia, pois possui descrições bastante detalhadas das regiões e freguesias.
Até aqui as pessoas tinham de se deslocar aos Instituto e pedir a reprodução destes documentos, tarefa que agora fica mais facilitada com a sua disponibilização on-line, pelo que iniciativas destas são sempre bem vindas, para que o público em geral possa aceder a arquivos importantíssimos da história e geografia do nosso país... afinal de contas, não é so teorizar a questão do acesso à cultura é importante passar da teoria à pratica.

O site é: http://www.iantt.pt/

Saudações Geográficas
Liliana Azevedo

5 comentários:

Mark Pereira disse...

Olá Liliana. Talvez seja falta de jeito da minha parte, mas estive no site do Arquivo Nacional e não consegui encontrar o dicionário. Consegues dar-me uma ajuda? Se tiveres disponibilidade (não precisas de aceitar este comentário para o teu blog) o meu mail é pastor@ibev.pt. Muito obrigado.

Geografos disse...

Olá Mark! De facto a partir deste endereço é mais complicado pesquisar o dicionário, por isso desde já as minhas desculpas. Experimente em http://ttonline.iantt.pt e depois vá ao menu "descrições arquivisticas" e pesquise por
"dicionário geográfico" a partir daí será fácil de consultá-lo.
Esepro tê-lo ajudado.
Liliana Azevedo

ana mendes disse...

olá sou uma estudante de universidade de coimbra.precisava com urgencia das memorias paroquiais de tentugal e arazede.. nas no site da torre do tombo foi-me um pouco dificil encontarr o que pretendia.. se tiveres alguma disponibilidade para me ajudar ou fornecer mais informação parar facilitar a minha pesquisa, o meu e mail é: gemeas_2@hotmail.com.obrigada. aguardo resposta. Ana Mendes

Geografos disse...

Olá Ana!

Relativamente ao teu pedido na verdade não sei onde poderás
encontrar as memórias paroquias, um vez que o sitio mais indicado seria a Torre do Tombo, contudo tenta ou na biblioteca municipal ou geral da universidade ou, melhor ainda, tenta entrar em contacto como departamento da cultura da Câmara
Municipal de Montemor-o-Velho.
Tenho pena de não te puder ajudar.

Boa sorte!
Saudações geográficas
Liliana

augusto cardeal disse...

Olá!

... Pois, a ideia é boa, mas a aplicação (nada prática) para pesquisa e o modo como foram digitalizados os documentos, assim como a forma de os disponibilizar aos utentes, é obra de amadores.

E é pena, já que «a referência arquivística portuguesa» (leia-se TT) deveria mostrar maior competência e profissionalismo perante os utilizadores online dos seus arquivos.

Entrar no site da TT, é como deambular por um labirinto...

Saudações,
carlos soreto